Casa / Gestão de Risco / Fatos Concretos Sobre o Porquê da Gestão de Risco Funcionar

Fatos Concretos Sobre o Porquê da Gestão de Risco Funcionar

Norman Marks escreveu um post discutindo dois relatórios sobre gestão de risco. O primeiro é o Relatório de Aon, que mostra uma correlação entre a maturidade da gestão de risco por uma organização e o desempenho de suas ações. Além disso, o relatório encontrou “uma relação direta entre níveis mais elevados de maturidade de risco e a capacidade de resistência relativa do preço das ações de uma organização, como resposta a eventos de risco significativos para os mercados financeiros”.

O outro relatório, da Accenture, teve 450 indivíduos entrevistados com funções ligadas à gestão de risco. Este afirma:

“Os entrevistados acreditam que a gestão de risco permite crescimento e inovação. Para sobreviver — e certamente crescer — toda empresa deve se esforçar para inovar e avançar o seu negócio. Simplesmente desenvolver o negócio sem a compreensão necessária e não dar importância para os riscos futuros poderia eventualmente levar ao fracasso de alguma maneira. Para permitir crescimento e inovação, recursos de gestão de risco eficazes e integrados devem ser implementados inicialmente e ao longo do processo. Esses recursos são escassos – tanto nas empresas que comentamos nesta pesquisa e também no mercado em geral. Portanto, recursos de gestão de risco devem ser priorizados e focar nos objetivos importantes, para aumentar as chances de sucesso da organização.”

Dito isso, segundo o relatório, não há gestão de risco suficiente onde deveria existir. As expectativas da gestão de risco não necessariamente atendem ao desempenho real da gestão de risco, podendo, muitas vezes, levar a problemas dentro da organização.

Leia o post completo (em inglês) aqui: http://normanmarks.wordpress.com/2013/12/10/two-new-reports-show-improvement-in-and-value-from-risk-management/

Sobre Matthew Kabik

Matthew Kabik is the former Editor of Computer Aid's Accelerating IT Success. He worked at Computer Aid, Inc. from 2008 to 2014 in the Harrisburg offices, where he was a copywriter, swordsman, social media consultant, and trainer before moving into editorial.

veja também

Tire Riscos de Divulgação de Marcas de Sua Lista de Desejos

Alguns de nós vê riscos de divulgação de marcas da maneira como vemos um novo …

We use cookies on our website

We use cookies to give you the best user experience. Please confirm, if you accept our tracking cookies. You can also decline the tracking, so you can continue to visit our website without any data sent to third party services.